Envios grátis para compras superiores a € 50.00 $ 58.90 R$ 310.20 £ 42.68
COVID-19: Quais as diferenças entre os vários tipos de teste?

COVID-19: Quais as diferenças entre os vários tipos de teste?

15 Julho 2021

Há cerca de uma semana, o Governo Português anunciou novas medidas em relação à pandemia: a obrigatoriedade de apresentar um teste negativo à COVID-19 à entrada de um restaurante ou de um hotel/alojamento local. No primeiro, esta regra aplica-se apenas aos concelhos de risco elevado e muito elevado, entre as 19h00 de sexta-feira e as 23h59 de domingo e aos feriados. Já no caso da hotelaria, aplica-se a todo o país, durante toda a semana.

Como seria de esperar, este assunto passou a ser um dos mais falados nos media e nas redes sociais, mas continuam a existir muitas dúvidas em relação aos testes. Vamos então tentar desmistificar algumas das principais questões que nos têm sido feitas.

 

Quais são os testes que são válidos para poder entrar em restaurantes ou hotéis/alojamentos locais?

Em Portugal, existem três diferentes tipos de testes, e todos eles são válidos para o cumprimento desta nova regra do Governo Português:

  • Teste PCR - realizado a nível laboratorial por um profissional de saúde qualificado, este teste pesquisa diretamente o coronavírus SARS-CoV-2 nas vias respiratórias. Possui uma elevada sensibilidade e especificidade na identificação simultânea de vários genes do vírus. A recolha da amostra de teste é realizada na nasofaringe com o auxílio de uma zaragatoa. Deve ser realizado até 72 horas antes da sua apresentação no restaurante/hotel e o tempo de obtenção dos resultados pode variar (entre 2h a 48h).
  • Teste Rápido de Antigénio (TRAg) - realizado a nível laboratorial ou em farmácias por um profissional de saúde qualificado, este teste permite identificar a presença de proteínas específicas do vírus SARS-CoV-2. A recolha da amostra de teste é realizada na nasofaringe com o auxílio de uma zaragatoa. Deve ser realizado até 48 horas antes da sua apresentação no restaurante/hotel e o tempo de obtenção dos resultados é de 15-30 minutos.
  • Auto-Teste (Antigénio) - realizado pela própria pessoa, este teste acaba por ter características muito semelhantes ao TRAg (especificidade, sensibilidade, tempo de obtenção dos resultados). A principal diferença é que a recolha da amostra é realizada na cavidade nasal e não na nasofaringe, o que significa que a zaragatoa não tem que ser inserida profundamente. Este tipo de teste deve ser feito até 24 horas antes da sua apresentação no restaurante/hotel, na presença de um profissional de saúde ou da área farmacêutica que certifique a sua realização e o resultado (apesar de a Lei ainda não ser muito clara em relação às condições em que esta certificação deve ocorrer) ou à porta do estabelecimento que pretende frequentar, sob verificação dos responsáveis por estes espaços.

Recolha nasofaríngea realizada no Teste PCR e no Teste Rápido de Antigénio

                        Recolha nasal realizada no auto-teste

 

As crianças também têm que realizar o teste para entrarem em restaurantes ou hotéis/alojamentos locais?

Neste momento, apenas as crianças com mais de 12 anos de idade é que precisam de apresentar um teste negativo à COVID-19, seguindo as regras já respondidas na pergunta anterior.

 

Mas tenho que realizar o teste mesmo com 24/48/72 horas de antecedência?

Estes períodos de tempo são os limites máximos que estão definidos para a realização de um teste (e que são dependentes do teste escolhido, tal como já explicado na primeira questão). Portanto, apenas precisa de garantir que realiza o teste dentro desse período de tempo e que obtém os resultados antes do momento em que tem que os apresentar. Caso não consiga fazer nenhuma marcação atempada numa farmácia ou laboratório de análises clínicas, poderá sempre realizar o auto-teste à porta do estabelecimento (restaurante/hotel/alojamento local).

 

Ouvi/Li nas notícias que os Testes Rápidos de Antigénio são gratuitos. É verdade?

Sim, mas com determinadas condições. Nem toda a população é elegível para a comparticipação dos TRAg. Existem alguns critérios que estão definidos:

  • Não possuir esquema vacinal completo contra a COVID-19, há pelo menos 14 dias;
  • Não possuir certificado que ateste a recuperação de uma infeção por SARS-CoV-2 há mais de 11 dias e menos de 180 dias;
  • Ter 12 ou mais anos;
  • Não ter realizado, no corrente mês, mais de 4 TRAg comparticipados pelo SNS.

Além disso, nem todas as farmácias estão a realizar este tipo de testes com comparticipação. Pode encontrar no INFARMED a lista oficial e atualizada das farmácias que estão a realizar estes testes comparticipados. A Farmácia Saúde realiza os Testes Rápidos de Antigénio comparticipados, pelo que também poderá efetuar a sua marcação connosco, através do banner que está no nosso site ou acedendo a este link.

Estas são apenas algumas das dúvidas que são colocadas muito frequentemente. Caso ainda tenha alguma questão, entre em contacto connosco através do nosso formulário de contacto ou envie-nos um email para geral@farmaciasaude.com.pt. A nossa equipa terá todo o prazer em esclarecer as suas dúvidas.

 

Dra. Ana Filipa Silva

 

CONTACTOS

Farmácia Saúde

Maria Margarida Moreira - Farmácia Sociedade Unipessoal, Lda.

NIF: 514202386

Avenida dos Combatentes da Grande Guerra, 689

4200-190 Porto

+351 225 089 213 / +351 910 732 211

geral@farmaciasaude.com.pt

   

A MINHA CONTA

 

LIVRO DE RECLAMAÇÕES

Este estabelecimento dispõe de livro de reclamações online

MÉTODOS DE PAGAMENTO


Multibanco

paypal

   Transferência Bancária

         

Autorizado  a Disponibilizar Medicamentos Não Sujeitos a Receita Médica através da Internet pelo INFARMED, I.P.

Direção Técnica: Maria Margarida de Barros Nobre Moreira